quarta-feira, 13 de junho de 2007

Garrano: o Cavalo Selvagem

Foto de meguimaraes

Quando passeava entre Pitões das Júnias e Tourém deparei-me com um grupo de garranos da Peneda-Gerês que pastavam livremente nesta zona da raia galaico-portuguesa.
O garrano é um animal de estatura pequena, (1,32 m em média), membros curtos e robustos, perfil côncavo e pescoço grosso com uma densa crina.
A raça garrana é uma das três raças de cavalos autóctones da Península Ibérica. É provavelmente um representante longínquo da fauna glaciar do fim do Paleolítico.
O cavalo garrano foi domesticado há alguns séculos atrás, onde se integrou na vida rural do sistema agrícola de minifúndios no noroeste de Portugal. A mecanização da agricultura fez com que o cavalo garrano voltasse novamente para as zonas de montanha vivendo aí livremente. Nas primeiras décadas do século passado com a integração das serras portuguesas no regime florestal, o garrano esteve quase a desaparecer. Em 1945 foram seleccionados 21 garranos e libertados no Parque do Gerês, com o objectivo de fomentar a criação de reservas de animais autóctones.

1 comentário:

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira. Até mais.