sexta-feira, 27 de abril de 2007

Castanheiro


Mosteiró - Valpaços
Originally uploaded by
emilia.pires.
O Castanheiro (Castanea sativa Miller) é uma angiospérmica dicotiledónea, da família das Fagáceas, a mesma família a que pertencem os carvalhos, e do género Castanea. Em Portugal é comum a espécie Castanea sativa Miller.

CARACTERÍSTICAS GERAIS E MORFOLÓGICAS

É uma árvore de grandes dimensões que atinge 20 a 30 metros de altura (por vezes mais) e de folha caduca. O porte é geralmente imponente com um tronco espesso e uma copa semi-esférica, mais ou menos alongada. O tronco é liso nos primeiros dez-quinze anos, mas a casca rapidamente se fendilha criando linhas pouco profundas que, com o envelhecimento das árvores, faz com que o tronco mais pareça estar torcido.

As folhas verdes brilhantes, lanceoladas (em forma do bico de uma lança) e dentadas (com a margem das folhas com pequenos dentes) e estão dispostas alternadamente sobre os ramos. O comprimento é variável mas é comum atingirem os 20 cm de comprimento e mais de 5 cm de largura. Do pé das folhas saem durante um período variável entre Maio e Julho os amentilhos (cachos de flores amarelas) que parecem iluminar a árvore, razão porque em algumas zonas do país lhes chamam candeias. O forte odor destas flores atrai abelhas e outros insectos que, juntamente com o vento, transportam o pólen de umas árvores para outras. O desenvolvimento dos frutos dá-se no interior de um invólucro espinhoso - ouriço. Em cada ouriço desenvolvem-se normalmente três castanhas de forma cónica mais ou menos achatada. A partir do início de Outubro os ouriços abrem e libertam as castanhas que caem no chão.

quarta-feira, 25 de abril de 2007

25 de Abril Sempre


Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade


Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena


Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade


Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena


À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade


Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade

Letra e Música de José Afonso

terça-feira, 24 de abril de 2007

Publicação: 24-04-2007 09:56 SIC


Fotos 3D do Sol
Primeiras imagens tridimensionais do astro registadas por duas sondas da NASA



A NASA divulgou, pela primeira vez, fotografias tridimensionais do Sol. As imagens foram enviadas pelas duas sondas da missão Stereo, em órbita desde Outubro de 2006.









As imagens agora difundidas permitem compreender melhor as erupções solares e prevenir o impacto do sol na atmosfera terrestre. A missão terá um custo total que ronda os 400 milhões de euros. A NASA tem como objectivo principal nesta missão estudar as tempestades solares que afectam os sistemas de comunicação dos aviões e perturbam a distribuição eléctrica naTerra. As duas sondas que enviaram as fotografias espaciais foram lançadas de Cabo Canaveral, nos Estados Unidos, no passado dia 25 de Outubro. Os satélites encontram-se actualmente em órbita do Sol, estando um deles ligeiramente à frente da Terra e o outro um pouco atrás. A separação dos satélites está assim definida por um motivo científico: da mesma forma que a separação entre os olhos de uma pessoa fornece a percepção de profundidade, a separação das sondas permite a captação de imagens tridimensionais do Sol.

segunda-feira, 23 de abril de 2007

Células da Elódea e seus Cloroplastos


Cloroplastos- plastos que apresentam coloração verde, devido à presença de
pigmentos clorofilinos, particularmente clorofias a e b. Estão localizados nos órgãos
clorofilinos da planta (folhas e caule). Não existem na epiderme, à excepção das
células estomáticas. Apresentam geralmente sistema tilacoidal estruturado em
grana e intergrana.

sábado, 21 de abril de 2007

Visita de Estudo à RESAT - Boticas











Turmas do 8º A e B ouvindo a explicação do funcionamento do aterro sanitário.